Louvor e Adoração

domingo, 30 de maio de 2010

Festa Surpresa da Missionária Suellem

No dia 24 de Maio de 2010, o Grupo de evangelismo da Tavares Bastos 1 fez uma festinha surpresa para a querida missionária Suellem pela passagem do seu Aniversário. Foi um momento muito bom para todos compartilhar a alegria da nossa irmã e gratidão a Deus.
Leia Mais ►

quarta-feira, 26 de maio de 2010

PREGAÇÃO DE UM PASTOR ZELOSO

video

Vejam este vídeo, onde o pastor americano David Wilkerson prega contra as aberrações teológicas dos dias atuais. Glórias a Deus! O Senhor ainda levanta homens e mulheres que amam e choram pela sua Palavra.

Leia Mais ►

terça-feira, 25 de maio de 2010

TORTURADOS POR AMOR DE CRISTO

video
Leia Mais ►

PONDO AS MÃOS NO ARADO

Como, pois, invocarão aquele em quem não creram? e como crerão naquele de quem não ouviram? e como ouvirão, se não há quem pregue? E como pregarão, se não forem enviados? como está escrito: Quão formosos os pés dos que anunciam o evangelho de paz; dos que trazem alegres novas de boas coisas. (Rm 10.14,15).

Este texto, que se configura em uma das mais tocantes e incômodas perguntas sobre missões, denota o estado triste e deprimente em que se encontram os cristãos atuais. Desconhecem que o invocar do nome do Senhor, pelas almas sedentas, só poderá se tornar uma realidade quando aquelas ouvirem a pregação daqueles que forem enviados.
Poder-se-ia indagar que ainda não há uma ação mais efetiva, no que tange o evangelismo, pois ninguém os enviou. Porém, a ordem mundial do Senhor da Seara ressoa a mais de dois mil anos por toda a história: "Portanto ide, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo;ensinando-os a guardar todas as coisas que eu vos tenho mandado; e eis que eu estou convosco todos os dias, até a consumação dos séculos. Amém." (Mt 28.19,20). A ordem de envio, já foi dada. Se negligenciarmos a mesma, serem servos rebeldes que não amam obedecer ao seu Senhor.

Somente a ordem não basta, se não houver esforço para com o aprendizado da Palavra, pois a pregação consiste em falar daquilo que está contido na Bíblia. Essa conclusão parece um tanto lógica, porém tem se tornado em uma verdadeira raridade, visto que a pregação hodierna possui um conteúdo totalmente fugaz a mensagem pura e espiritual, que está contida nas Sagradas Escrituras. Fala-se de tudo. Prosperidade, quebra de maldição, encosto, mudanças de nomes, retirada do nome do Serasa, etc. Porém, rejeita-se a pregação tão eficaz da mensagem da cruz, da repulsa ao pecado, do amor a justiça, da busca pela santidade.
A descrição de algo que amamos é bastante fácil. Um marido descreve, perfeitamente, as características de sua esposa, pois a ama. Um músico descreve, perfeitamente, as características de seu instrumento, pois ama o que faz. Se não conseguimos falar do amor de Cristo, da sua Palavra, da mensagem da cruz e, principalmente, do próprio Deus, demonstramos que amamos a tudo, menos ao Senhor e sua causa.

Até este momento, no envio e pregação da Palavra, andamos em missões com a ajuda do Senhor. Porém, a partir deste ponto, o homem sai de cena, e a atuação passa a ser única e exclusivamente do Senhor.
O ato de crer, que está intimamente ligada a fé, não vem do homem, pois o Autor e Consumador da mesma é Jesus Cristo (Hb 12.2). Pela fé se chega a salvação, através da graça, sendo esta não um dom do homem, para que este não se glorie, mas de Deus (Ef 2.8,9). O convencimento do juízo, da justiça e do pecado é obra do Espírito Santo de Deus (Jo 16.8). Nota-se, portanto, que o crescimento da nova vida, como um vento, não cabe a nós, mas é obra do próprio Deus.
Lancemos as sementes de vida eterna a tempo e a fora de tempo, pois quem nos comissionou e nos arregimentou é Fiel e vela sobre a sua Palavra para cumprí-la (Jr 1.12).

Por isso, queremos solicitar a ajuda de todos que acessam este blog, pois a situação do bairro da Marambaia está deprimente. No dia 08/05/10 o grupo de evangelismo se organizou para um levantamento, nos seguintes locais: passagem Primeiro de Agosto, travessa Jarbas Passarinho e passagem Eduardo Angelim, a fim de obter uma visão da situação religiosa destes endereços.
Veja a situação tétrica que se encontram estas localidades.
De 809 pessoas entrevistas: 444 são católicas, 5 espíritas, 12 testemunhas-de-jeová, 3 umbandistas, 13 adventistas, 34 desviados, 2 ateus e 45 sem religião, o que totaliza 562 pessoas que estão sem a salvação. As demais pessoas são evangélicas de diversas denominações cristãs, como: Assembléia de Deus, Quadrangular, Deus é Amor, etc.
Diante desta situação não cabe apenas orar, mas por a mão no arado e correr em direção aos campos brancos. Que nossa oração e disposição possa se assemelhar a de Isaías: "Eis-me aqui, envia-me a mim" (Is 6.8b).


Autor: Wallace Maia
Leia Mais ►

MISSÕES, UMA VIDA GUIADA PELO ESPÍRITO SANTO

Texto Bíblico: At 8.26-29
Missões é um assunto que mexe com os corações dos cristãos, enchendo seus olhos de lágrimas, por ser uma tarefa tão nobre, no qual todo servo de Deus almeja em realizar.
Muitos pensam que missões é apenas participar de um culto, ou distribuir literaturas como colaborador de cartomantes, ou até mesmo como turismo, porém missões é muito mais que isso.
Missões é ter uma vida guiada e regida pelo Espírito Santo.

UMA VIDA GUIADA PELO ESPÍRITO SANTO
• “Um anjo do Senhor falou a Filipe [...]”. Filipe, um dos grandes apóstolos, mesmo em seu vultoso ministério, sempre mostrava sua dependência a Deus.
*É impossível ter uma vida de missões, sem estar na profunda dependência do Espírito de Deus. Devemos ter nossas vontades, nossos planos e nossa vida submetidas à soberana e boa vontade de Deus (Sl 92.5; Is 55.8,9). Ao aceitarmos como Salvador de nossas vidas, não somos donos de nós mesmos, mas é Deus que vive em nossas vida e a dirige (Gl 2.19,20).
“Este se acha deserto. Ele se levantou e foi”. Deus envia Filipe não para uma cidade ou uma vila, mas para um caminho, sendo que este não era movimentado, porém era deserto ou abandonado.
* Aparentemente seria perda de tempo de Filipe, pois Deus havia ordenado a Ele para ir a um lugar abandonado, porém o Senhor almejava salvar apenas um homem. Logo, Deus nos envia, não para perdermos o nosso tempo, ou para fazermos trabalho de tolo, mas para levarmos a salvação às almas, mesmo que seja para uma se quer (1 Tm 2.4).
* Filipe não ficou indagando Deus ou reclamando, mas se “levantou e foi”, demonstrando uma vida de profunda obediência. A Palavra de Deus mostra que aos desobedientes está reservado a morte (Rm 1.30), onde em vida repousa sobre eles a indignação e a ira de Deus (Rm 2.8). Muitos demonstram desobediência, pois acham isso sinônimo de humilhação, mas nosso Mestre foi obediente até o fim (Fp 2.8), onde se o Senhor do Céu foi obediente, o mínimo que os que querem entrar no mesmo devem ser obedientes. Ser desobediente é retornar ao vômito do pecado, como um verdadeiro cão (Tt 3.3).
* Para Filipe uma alma era tão preciosa como um estádio inteiro cheio. Não devemos almejar fama, pois o único famoso dentre nós é Jesus (Mt 4.24).

“Que viera adorar em Jerusalém, estava de volta e, assentado no seu carro, vinha lendo o profeta Isaías”. Aquele eunuco lia as Escrituras, sacrificava em Jerusalém, mas permanecia fora do reino de Deus.
* Aquele que faz missões deve entender que a Palavra de salvação não deve somente ser pregada para o mundo, mas dentro da Casa de Deus também, visto que muitos que se dizem trigos, porém são verdadeiros joios (Mt 13.38). A mensagem de missões é Cristo crucificado, e enquanto muitos não entenderem a eficácia desta mensagem, continuarão sua vidas de profunda podridão no pecado (1 Co 1.18,21).

“Aproxima-te deste carro e acompanha-o”. Filipe foi guiado por Jesus, como que em uma estratégia para poder se aproximar do eunuco, a fim de guiá-lo a salvação.
* Muitos pensam que somente a boa vontade é o suficiente na obra de Missões, mas enganam-se, visto que em toda a Bíblia vemos uma organização e planejamento, direcionada por Deus, a fim de tornar mais eficiente o ato de ganhar almas. Como exemplo tem-se: Jesus Cristo na instrução aos doze (Mt 10), a perseverança diária no templo (At 2.46), a ação social nas residências (At 2.46), busca pela simpatia e confiança do povo (At 2.47), recolhimento de recursos financeiros (At 4.34,35), a instituição dos diáconos (At 6.1-7), etc.
* Todo o nosso conhecimento deve ser depositado nas mãos de Deus, pois Ele é aquele que nos capacita e instrui em toda boa obra. Se o homem se achar capaz em si para realizar a obra, esta está fadada ao profundo fracasso, mas se entregarmos nas mãos do Senhor, as portas do inferno não hão de prevalecer (Mt 16.18).

“Correndo Filipe”. Este apóstolo não mediu esforços, mas foi a toda pressa para levar as boas-novas aquela alma.
* Não podemos perder tempo, no que diz respeito ao ato de ganhar almas. Pregar a Palavra não pode esperar ao amanhã, mas deve estar no tempo “HOJE”, pois aquele que está morrendo não pode esperar, visto que a urgência é real. As almas não podem esperar nós terminarmos o curso de teologia, ou a faculdade, ou o nosso casamento, ou o nosso envelhecimento, mas gritam e clamam por salvação. Devemos gritar aos brados, como o fez Isaías: “Eis-me aqui. Envia-me a mim” (Is 6.8).
“Então, Filipe explicou”. Filipe pôde explicar a Palavra, pois a conhecia.
* Não podemos falar daquilo que não sabemos, ou daquilo que não amamos. Devemos, pois, nos apresentar como obreiros aprovados que, não somente lêem a Bíblia, mas a manejam bem e não se envorganham dela (2 Tm 2.15).
* Jamais poderemos ser ganhadores de almas se não conseguirmos andar ou falar, ou se não estivermos vivos, pois quem não lê e, principalmente pratica, a Bíblia é morto espiritualmente (Mt 15.14).

“E Filipe batizou o eunuco”. Filipe poderia complicar a vida do eunuco, listando regras e mais regras para o simples ato do batismo, mas ele mostrou a simplicidade do evangelho em detrimento à complexidade da tradição.
* O evangelho de Deus é simples e nós o complicamos por nossas tradições e costumes, porém Jesus veio a terra não para ab-rogar a lei, mas para mostrar que o seu cumprimento é simples nEle. Devemos mostrar a simplicidade da salvação para o homem e, não levá-los a complexidade das tradições e costumes (Mt 15.6, a invalidação da Palavra pela tradição).
“E, passando além, evangelizava todas as cidades até chegar a Cesaréia”. Filipe ganhou o eunuco, e, então o Espírito Santo o conduziu, instantaneamente, para outra missão.
* A obra de ganhar é finita, sendo que o seu término será ao ressoar da última trombeta. Enquanto isso devemos estar sempre dispostos em ganhar almas, jamais olhando para trás (Lc 9.62).

O nosso corpo é templo do Espírito Santo de Deus. Devemos, pois, estar todo o tempo mantendo-o adequando para o residir do Santo Espírito, visto que, somente assim teremos completa eficiência no ganhar almas. Então estaremos aptos não para sermos guiados como cachorros em uma coleira, mas como amigos, onde Deus está ao nosso lado nos ajudando.

Autor: Wallace Maia


Leia Mais ►